Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Mulher



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 blog da Lina


 
raydalia e suas pedras


 

Era ela

 

Meu corpo nu numa tela

Como se fosse em janela

Olhando dirão: “é ela,

Aquela mulher tão singela?!”

Ah, ser bela eu pudera!

Viver na paquera, quem dera!

Mas eu não sou mais aquela

Que vivia de quimera.

Hoje seguro só vela

De tia me chama a Mirela

Só mesmo numa aquarela

Passo de cinza a amarela.

 

13/12/2012

 



Escrito por raydalia bittencourt às 22h19
[] [envie esta mensagem] []



 

Mágoa

 

Desprezo, escárnio e desdém.

Rouba-me a força alguém

Que me trata tal ninguém.

Dá-me vontade do além

Com prece que finde com amém.

Meu corpo é só o que convém

Às vezes as posses também

Só meus versos ficam sem

Olhos que os vejam bem.

Esses só mágoas contêm

Que de desilusões provêm.

Querem ser lidos. Porém,

Todos disso se abstêm.

Entretanto, algo advém,

Um poder meus versos têm:

A paz de volta me vem.

He de entender isso quem?

 

13/12/2012

 



Escrito por raydalia bittencourt às 22h19
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]